Ponte dos Barreiros em São Vicente será reformada na terceira fase do VLT

Ponte dos Barreiros será reformada na terceira fase do VLT
A Ponte Ponte dos Barreiros, em São Vicente, não será demolida na terceira fase de implantação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) na Baixada Santista. A informação foi confirmada pelo governador Geraldo Alckmin, em evento realizado em Santos, na manhã desta segunda-feira (26).

Segundo Alckmin, os laudos técnicos realizados até aqui confirmaram que a estrutura não está condenada. “Os estudos feitos indicam que a Ponte dos Barreiros poderá ser recuperada, já para a terceira etapa do VLT, que irá para a Área Continental de São Vicente”, ressalta.

A terceira fase de implantação do modal consiste na expansão do VLT para o trecho Barreiros-Samaritá, ligando a região Insular à Área Continental, seguindo pela antiga linha ferroviária. A ampliação do transporte beneficiará mais de 130 mil moradores do continente, que não terão mais de fazer baldeação.

O edital de contratação dessa etapa foi publicado em janeiro deste ano, orçado em R$ 2,3 milhões. O trajeto deverá ter aproximadamente 7,5 quilômetros, quatro estações de embarque e desembarque, três subestações de energia e um pátio de manobras.
 
O prefeito de São Vicente, Pedro Gouvêa, comemora a notícia. "Não será necessário construir uma nova ponte, que seria uma obra muito mais complexa. Ou seja, após a reforma, nós poderemos levar o VLT até a Estação Samaritá. Isso será muito positivo para São Vicente e toda Região".
 
Região - Como presidente do Conselho de Desenvolvimento da Região Metropolitana da Baixada Santista (Condesb), ele ressalta que a iniciativa ajuda na integração das cidades vizinhas. "Eu sempre falo da importância da mobilidade. Ela não tem uma característica individual do município, mas sim, metropolitana. Muitas pessoas da Área Continental trabalham na parte insular e fazem esse deslocamento diariamente. Isso vai dar agilidade ao transporte".
 
Novos equipamentos – Além do anúncio, Alckmin entregou as duas últimas composições do VLT contratadas. Também foram repassados três equipamentos de manutenção. Também foi concluída a instalação de portas-plataformas em cinco estações, sendo duas de São Vicente – Itararé e João Ribeiro –, onde não havia o dispositivo.

As portas-plataformas protegem a via férrea e têm o funcionamento sincronizado com o movimento de abertura e fechamento das portas do veículo. Entre as funções, estão: prevenir queda de usuário na via; reduzir o perigo de arraste ou impacto, especialmente em trens em alta velocidade; melhorar o controle climático da estação; evitar a entrega de pessoas não autorizadas na plataforma e evitar que os usuários joguem lixo na via.
Categoria:CIDADES

Deixe seu Comentário